Ex-secretário da Copa e empresário recorrem ao STF para acessar delação

As investigações provenientes da colaboração premiada do ex-governador Silval Barbosa seguem preocupando políticos e empresários em Mato Grosso. O ex-secretário extraordinário da Copa, Maurício Souza Guimarães, foi ao Supremo Tribunal Federal (STF) requerer a cópia integral da delação firmada em 2017.

Também preocupado, o empresário Waldisnei da Cunha Amorim, pediu todos os documentos sobre investigações envolvendo conselheiros do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT).

Waldisnei pe sócio proprietário da Gendoc Sistemas e Empreendimento LTDA e acusado de pagar propinas por contratos com o governo de Mato Grosso.

O empresário requereu cópia da petição que autorizou a realização de busca e apreensão em domicílio e deferiu o afastamento cautelar de 5 conselheiros do TCE, José Carlos Novelli, Antônio Joaquim Moraes, Waldir Júlio Teis, Walter Albano da Silva e Sérgio Ricardo de Almeida.

As investigações apontam que o então presidente do Tribunal de Contas, José Carlos Novelli, teria condicionado a continuidade das obras da Copa do Mundo de 2014 ao pagamento de R$ 53 milhões em propina para os conselheiros.

Por sua vez, Maurício Souza Guimarães requereu cópia da petição que trata da colaboração premiada do ex-governador Silval Barbosa. Em sua colaboração, o político revelou a existência de uma organização que teria praticado os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa, obstrução de investigação criminal e outros delitos conexos.

Fonte: GD

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta