Silval entrega deputados estaduais que o extorquiram na Copa

Ex-governador Silval Barbosa, delator premiado do Ministério Público Federal (MPF), citou o nome de todos os deputados estaduais que estavam com mandato no período da Copa do Mundo e o extorquiram, pedindo propina.

Segundo Silval, que não pode mentir em depoimentos por ser delator, pagou a cada um dos citados R$ 600 mil do programa de asfaltamento MT Integrado, esse era o acordo, em troca da governabilidade.

O MT Integrado era um programa de asfaltamento de estradas estaduais, algumas delas precárias outras ainda sem pavimentação. É este tipo de necessidade que foi protelada, para o ex-governador atender o “bolso” dos propineiros.

A declaração foi feita e caiu como uma “bomba” na manhã desta sexta-feira (23) na terceira sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, na Câmara de Cuiabá.

Esta CPI apura o beneficiamento do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), atual prefeito e então deputado estadual. Pinheiro aparece em vídeo pegando dinheiro apontado como sendo de propina e deixando até cair parte do bolso do paletó.

A lista foi lida após o ex-governador ser questionado pelo vereador Adevair Cabral (PSDB), que é de sustentação do prefeito da Câmara. Confirma que a prática não era isolada e sim comum, ou seja, deputados de diversos partidos foram contemplados.

Confira alguns dos deputados e ex-deputados citados.

Deputados citados
Sebastião Rezende (PSC)
Ezequeil Fonseca (PP)
Nininho (PSD)
Mauro Savi (PSB)
Romoaldo Junior (MDB)
Zé Domingos (PSD)
Gilmar fabris (PSD)
Guilherme Maluf (PSDB)
Luciene Bezerra (PSB)

Ex deputados citados
Ademir Brunetto (PT)
J. Barreto (PR)
João Malheiros (PR)
Luis Marinho (PTB)
Airton Português (PSD)
José Riva, que era do PSD
Valter Rabelo (MDB)
Pedro Satélite (PSD)
Emanuel Pinheiro (PMDB)
Alexandre César (PT)
Wagner Ramos (PMDB)

Fonte: GD (Keka Werneck e Celly Silva)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta