Empresa pagou R$ 1,5 milhão para Savi e Silval garantirem contrato no Detran

OPERAÇÃO BERERÉ

A efetivação do contrato entre o Departamento de Trânsito (Detran) e a empresa EIG Mercados garantiu o pagamento de R$ 1,5 milhão distribuídos igualmente às campanhas eleitorais do deputado estadual Mauro Savi (PSB) e do ex-governador Silval Barbosa (sem partido) em 2010. A empresa faz parte de uma suposta organização criminosa, que atuava junto ao Detran, para desvios de recursos.

A informação faz parte da denúncia do Ministério Público do Estado (MPE), utilizada como base para deflagrar a Operação Bereré, executada pelo Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Delegacia Fazendária (Defaz), na manhã desta segunda-feira (19).

Foram alvos os deputados Mauro Savi e Eduardo Botelho, o ex-deputado federal Pedro Henry, além de servidores, particulares e das empresas FDL Serviços de Registro, Cadastro, Informatização e Certificação de Documentos Ltda, atualmente conhecida como EIG Mercados.

A efetivação do contrato entre o Departamento de Trânsito (Detran) e a empresa EIG Mercados garantiu o pagamento de R$ 1,5 milhão distribuídos igualmente às campanhas eleitorais do deputado estadual Mauro Savi (PSB) e do ex-governador Silval Barbosa (sem partido) em 2010. A empresa faz parte de uma suposta organização criminosa, que atuava junto ao Detran, para desvios de recursos.

A informação faz parte da denúncia do Ministério Público do Estado (MPE), utilizada como base para deflagrar a Operação Bereré, executada pelo Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Delegacia Fazendária (Defaz), na manhã desta segunda-feira (19).

Foram alvos os deputados Mauro Savi e Eduardo Botelho, o ex-deputado federal Pedro Henry, além de servidores, particulares e das empresas FDL Serviços de Registro, Cadastro, Informatização e Certificação de Documentos Ltda, atualmente conhecida como EIG Mercados.

A efetivação do contrato entre o Departamento de Trânsito (Detran) e a empresa EIG Mercados garantiu o pagamento de R$ 1,5 milhão distribuídos igualmente às campanhas eleitorais do deputado estadual Mauro Savi (PSB) e do ex-governador Silval Barbosa (sem partido) em 2010. A empresa faz parte de uma suposta organização criminosa, que atuava junto ao Detran, para desvios de recursos.

A informação faz parte da denúncia do Ministério Público do Estado (MPE), utilizada como base para deflagrar a Operação Bereré, executada pelo Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Delegacia Fazendária (Defaz), na manhã desta segunda-feira (19).

Foram alvos os deputados Mauro Savi e Eduardo Botelho, o ex-deputado federal Pedro Henry, além de servidores, particulares e das empresas FDL Serviços de Registro, Cadastro, Informatização e Certificação de Documentos Ltda, atualmente conhecida como EIG Mercados.

Fonte: GD (Karine Miranda)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta