Pai do coronel Novacki aguarda sentença e pode prejudicar nomeação ao Mapa

Renato Novacki, pai do coronel da Polícia Militar e secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Eumar Novacki, aguarda desde o dia 21 de setembro de 2017 uma sentença que pode condená-lo por crimes contra o sistema financeiro.

O processo, proveniente da Operação Ararath, está concluso para exame do magistrado Jeferson Schneider, da 5ª Vara Federal em Mato Grosso, podendo prejudicar o desejo de Eumar substituir Blairo Maggi (PP) na chefia do ministério.

A ação contra o pai do secretário-executivo leva em consideração um valor de causa estabelecido em R$ 307.7 mil.

O Ministério Público Federal (MPF) detalha que Novacki agia a mando do então secretário de Estado de Fazenda de Mato Grosso, Éder Moraes, para “lavar dinheiro” na gestão Maggi no Poder Executivo de Mato Grosso.

O empresário, segundo o MPF, contraía empréstimos junto ao Bic Banco Mato Grosso e repassava o dinheiro para o pagamento de dívidas da organização criminosa desbaratada pela Polícia Federal e Ministério Público Federal (MPF) na Ararath.

Os empréstimos, depois, eram pagos por construtoras com parte do dinheiro recebido por serviços prestados ao governo do Estado.

O envolvimento da WM Comunicação, empresa de Renato Novacki, ocorreu em 2008, quando do empréstimo junto ao Bic Banco. Eumar Novacki foi secretário de Comunicação e Casa Civil do então governador Blairo Maggi.

Eumar Novacki

Bacharel em Direito com pós-graduação e Aperfeiçoamento em Direito Público, Novacki é coronel da Polícia Militar de Mato Grosso. Sua carreira no universo político sempre esteve atrelada ao ministro Blairo Maggi.

No governo do Estado, Novacki foi secretário-chefe da Casa Civil, responsável pela coordenação técnica e política na gestão de Blairo Maggi. Exerceu também as funções de secretário de Estado de Comunicação e foi chefe de gabinete do então governador.

Eumar Novacki possui ampla possibilidade de substituir Maggi, quando o ministro se desincompatibilizar do cargo, em abril de 2018, para concorrer nas eleições. Quem projeta a futura missão de Novacki é o próprio Maggi.

Fonte: GD (Arthur Santos da Silva)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta