Ações desenvolvidas geram inclusão social para mais de 2.500 idosos

Para beneficiar os idosos foram ampliadas as atividades e estabelecidas novas parcerias

Diante do quadro crescente da população idosa nos últimos dez anos no Brasil, a Prefeitura de Cuiabá vem intensificando as atividades voltadas a este grupo de pessoas. Só no ano de 2017, foram assistidos pouco mais de 2.500 idosos pela rede de atendimento da Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano. O grupo recebeu durante todo ano, atividades educacionais, entretenimento e de saúde, desenvolvidas nas unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e de Convivência para Idosos (CCI) da Capital.

“A intensificação dos trabalhos é uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, que quando assumiu a gestão do município, trouxe a inclusão como parâmetro para transformar Cuiabá em uma cidade melhor para se viver. Mediante isso, as ações voltadas à pessoa idosa tiveram grande destaque este ano. Ampliamos as atividades, fizemos parcerias com Conselho Municipal da Pessoa Idosa, convênios, que nos auxiliaram a alcançar mais idosos, tirando-os da vulnerabilidade e transformando a vida de cada deles, gerando um extenso programa de inclusão social,” destacou o secretário de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, Wilton Coelho.

Uma das parcerias que auxiliou nesses resultados, foi com o Conselho da Pessoa Idosa de Cuiabá.  A ação de arrecadação para o Fundo do Idoso através do Imposto de Renda (IR) chegou a mais de R$ 300 mil. “Foi um ano marcado pelo resgate da valorização da pessoa idosa de maneira abrangente, como há muitos anos não acontecia,” elucida Wilton.

Além das parcerias, são realizadas as atividades desenvolvidas no serviço de Convivência Fortalecimento de Vínculos (SCFV) ofertadas nas unidades sociais, que possibilitam tanto o entretenimento como um trabalho de aproximação com as famílias, pois muitas vezes, essas pessoas idosas acabam ficando excluídas, apresentando quadros depressivos. “Neste contexto, as profissionais que realizam os atendimentos dentro do serviço, vão trabalhando, de acordo com cada diagnóstico, possibilitando uma aproximação com amigos, parentes, para que se sintam acolhidos e voltem para este convívio de maneira saudável,” complementa o secretário.

Todos esses trabalhos entram no sistema de Proteção Social Básica com a função de execução do serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), que consiste nos atendimentos sociais para com elas, de caráter continuado com a finalidade de fortalecer a função protetiva da família, prevenir a ruptura de seus vínculos, promover seu acesso e usufruto de direitos e contribuir na melhoria de sua qualidade de vida. Prevê o desenvolvimento de potencialidades e aquisições das famílias e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, por meio de ações de caráter preventivo, protetivo e proativo. O serviço PAIF integra o nível de proteção social básica do SUAS (Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais).

Ao todo, a Secretaria realizou mais de 40 mil atendimentos em 2017, entre crianças, adolescentes, mulheres, e moradores em situação de rua.  Para este ano, a equipe de assistência está desenvolvendo novos projetos de complemento aos que já executados na rede, como na área da saúde, para atender os CCI. “Todos esses trabalhos refletem na saúde mental, física, emocional deles. Ficam mais enérgicos, felizes, com autoestima elevada. Vamos continuar neste ritmo, buscando novas parcerias, gerando mais ações e cuidando bem dos nossos idosos que tanto contribuíram conosco. E lembrarmos que a boa prestação de serviços hoje, gera um futuro bom para nós, que seremos os idosos de amanhã,” finaliza Wilton.

As pessoas que necessitarem de algum atendimento, auxílio, podem procurar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou de Convivência para Idosos (CCI) da sua região. Todas estas unidades de atendimento funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta