Deputados aprovam instauração de CPI contra governador Pedro Taques

Deputados da base e até líder do governo assinaram CPI para investigar governador de MT

Dezesseis deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, assinaram a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), contra o governador Pedro Taques (PSDB). Entre os deputados que assinaram a CPI, consta o líder de Taques na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (DEM).

O pedido da CPI foi requerido pelas lideranças partidárias e foi lido em plenária pelo deputado Oscar Bezerra (PSB).

A CPI, irá investigar a arrecadação dos recursos oriundos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), bem como a ampliação dos referidos recursos, e dos recursos oriundos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

“A justificativa são 19 itens de irregularidades nas contas, inclusive o próprio Tribunal de Contas, o próprio promotor recomendou que a Assembleia tome as devidas providências para que seja incriminalizado o governo, mas, infelizmente o relatório do Jajah vinha favorável ao governo, vou fazer o meu relatório separado, e vamos colocar em plenária para votar, vamos ver se aprova o meu ou o dele”, justificou o deputado Zeca Viana.

O requerimento foi assinado pelos deputados: Zeca Viana (PDT), Allan Kardec (PT), Valdir Barranco (PT), Janaina Riva (PMDB), Romoaldo Júnior (PMDB), e Silvano Amara (PMDB), Adalto de Freitas, o Daltinho (SD), Mauro Savi, Oscar Bezerra e Adriano Silva, o Professor Adriano, do PSB, José Domingos Fraga e Wagner Ramos, do PSD, Baiano Filho e Guilherme Maluf, ambos tucanos e Wancley Carvalho (PV).

O presidente da Casa de Leis, deputado Eduardo Botelho (PSB), disse a imprensa no final da sessão, que irá publicar a instauração da CPI somente após o recesso parlamentar.

Botelho disse ainda, que a composição da comissão parlamentar que irá investigar o governador, também só será composta após o recesso parlamentar, após conversar com lideranças.

No entanto, a assessoria jurídica do deputado Oscar Bezerra informou que, como ocorreu a assinatura da maioria dos deputados, o regimento estabelece que a AL/MT tem prazo de 48 horas para publicação em Diário Oficial da instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito já com os membros definidos.

Fonte: VG Notícias

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta