Com foco em sua saúde, Temer faz caminhada e cancela ida ao Palácio do Planalto

Presidente se recupera de uma nova infecção urinária detectada durante o fim do ano; por recomendação médica, ele passou a virada do ano em Brasília

Michel Temer fez uma caminhada de cerca de 20 minutos na manhã desta terça e não vai trabalhar no Palácio do Planalto
Beto Barata/PR – 21.8.2017

Michel Temer fez uma caminhada de cerca de 20 minutos na manhã desta terça e não vai trabalhar no Palácio do Planalto

Na véspera do fim do ano, o presidente da República, Michel Temer, recebeu um atendimento médico no Palácio do Jaburu e passou o réveillon em Brasília – ao invés de viajar para Marambaia, no litoral do Rio de Janeiro, como havia sido anunciado previamente. Isso porque ele se recupera de uma nova infecção urinária, detectada recentemente.

“O presidente está descansando em casa após agenda extensa na última semana e amanhã retoma agenda normal”, diz a assessoria por e-mail.

Nesta terça-feira (2), Temer fez uma caminhada de cerca de 20 minutos, na residência oficial do Palácio do Jaburu. O primeiro dia útil do ano, para o presidente, deverá ser marcado por assinaturas de despachos no palácio, sem a sua participação em nenhum evento público.

Ainda nesta terça, Temer retirou a sonda na uretra que havia colocado em 13 de dezembro, após passar por um procedimento cirúrgico para desobstrução. Antes disso, ele havia passado por um cateterismo, pela colocação de stents em três artérias coronárias e uma para desobstruir a uretra.

De acordo com a Globo News , no fim da manhã desta terça, o presidente recebeu os ministros Carlos Marun (Secretaria de Governo), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência). Os assuntos tratados nos encontros, porém, não foram divulgados.

Viagem para um hospital de São Paulo

Apesar da recomendação médica, como o presidente é tratado pessoalmente por um médico do Hospital Sírio-Libanês, não está descartada uma viagem para São Paulo, onde fica o hospital e ele iniciou seu tratamento.

Aos 77 anos, o político é o presidente mais velho da história do País. Esse é o último réveillon que Michel Temer passa como presidente do Brasil, isso porque ele deve deixar o cargo ao fim deste ano – já que o País terá eleições gerais em outubro, e escolherá um novo presidente.

Fonte: Último Segundo – *Com informações da Agência Ansa

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta