Depois de acusações de racismo, ​William Waack é demitido da Rede Globo

Em comunicado oficial feito por Waack e o diretor de jornalismo da emissora Ali Kamel, Globo confirmou o desligamento do jornalista

Globo confirmou nessa sexta-feira (22) o desligamento do jornalista William Waack, âncora do “ Jornal da Globo ”. A decisão foi tomada pouco mais de um mês depois que um vídeo do jornalista fazendo comentários racistas cair na web. Na época, a emissora se pronunciou dizendo que estava “apurando o caso”. Waack foi imediatamente afastado e se manteve isolado desde então.

William Waack
Reprodução William Waack

Agora, a Globo confirmou sua demissão , em comunicado feito em conjunto por William Waack e Ali Kamel, diretor de jornalismo da emissora. “​A TV GLOBO e o jornalista decidiram que o melhor caminho a seguir é o encerramento consensual do contrato de prestação de serviços que mantinham”, diz o texto.

Na mensagem, ambos reiteram seu repúdio ao racismo e Waack comenta que nem ali nem em nenhum outro momento de sua vida teve o objetivo de protagonizar ofensas raciais. Ele diz ainda que repudia de forma absoluta o racismo , nunca compactuou com esse sentimento abjeto e sempre lutou por uma sociedade inclusiva e que respeite as diferenças. O jornalista também pediu desculpas a quem se sentiu ofendido, “pois todos merecem o seu respeito”.

Por fim, o comunicado diz: “a TV GLOBO reafirma seu repúdio ao racismo em todas as suas formas e manifestações. E reitera a excelência profissional de Waack e a imensa contribuição dele ao jornalismo da TV GLOBO e ao brasileiro. E a ele agradece os anos de colaboração”.

Entenda o caso

No dia 8 de novembro começou a circular na web um vídeo em que William Waack aparece nos bastidores de uma transmissão fazendo comentários de cunho racista. As imagens seriam de 2016, quando ele estava nos EUA cobrindo as eleições americanas. Ao lado de um comentarista, ele reclama de uma pessoa na rua e diz que a atitude se trata de “coisa de preto”.

Com a repercussão do caso, Waack foi imediatamente afastado da bancada do “Jornal da Globo”, que apresentava sozinho. Em seu lugar, Renata Lo Prete e Carlos Tramontina se revezaram.

Mudanças

Com a saída oficial de William Waack , Lo Prete assume de vez o “Jornal da Globo” e do “Painel” na Globo News. Já o jornalista Heraldo Pereira toma a frente no outro programa apresentado por Waack na Globo News, o “Jornal das Dez”. Pereira foi o primeiro negro a ocupar a bancada do “Jornal Nacional”, posto que assume aos fins de semana e folgas dos âncoras. Agora, ele se torna também o primeiro negro a chefiar o “Jornal das Dez”. Ao lado dele, Natuza Nery será comentarista do telejornal.

Fonte: Gente – iG

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta