Receita libera consulta ao último lote de restituições do Imposto de Renda

Consulta ao sétimo e último lote foi liberada nesta sexta-feira (8); ao todo, mais de 2 milhões de contribuintes receberão cerca de R$ 3,1 bilhões

Pagamento do último lote de restituições do Imposto de Renda está marcado para o próximo dia 15
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Pagamento do último lote de restituições do Imposto de Renda está marcado para o próximo dia 15

A Receita Federal liberou, nesta sexta-feira (8), a consulta ao sétimo e último lote de restituições do Imposto de Renda 2017. Também serão pagos valores referentes aos exercícios de 2008 e 2016 que haviam caído na malha fina.

Ao todo, serão contemplados mais de 2 milhões de contribuintes, que receberão crédito bancário de R$ 3,1 bilhões no próximo dia 15. Para saber se teve a declaração do Imposto de Renda liberada, é preciso acessar a página da Ao todo, serão contemplados mais de 2 milhões de contribuintes, que receberão crédito bancário de R$ 3,1 bilhões no próximo dia 15. Para saber se teve a declaração do Imposto de Renda liberada, é preciso acessar a página da Receita na Internet ou ligar para o Receitafone 146.

No site, o consumidor pode consultar o extrato da declaração, por meio do serviço e-CAC, e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Caso isso aconteça, o contribuinte deve avaliar as os erros e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora. A Receita também disponibiliza aplicativo para consulta às declarações e situação cadastral.
 

Quando posso retirar?

Os beneficiados podem retirar o valor da restituição dentro do período de um ano. Caso o contribuinte não resgate no prazo, será preciso fazer um requerimento online por meio do Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

O que faço se não receber?

Se o valor não seja creditado, o contribuinte pode contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Malha fina

Caso você ainda não tenha recebido a restituição e não esteja neste lote , isso significa que você caiu na malha fina. Segundo a Receita, 747 mil declarações ainda estão retidas na malha por conta de inconsistências nas informações prestadas.

A quantidade de declarações retidas m malha fiscal corresponde a 2,46% do total que foi apresentado neste ano. Desse conjunto de declarações retidas, 71,61% apresentam imposto a restituir, 24,49% delas têm imposto a pagar e 3,90% não apresentam imposto a restituir ou a pagar.

O principal motivo pelo qual as declarações ficaram retidas foi a omissão de rendimentos do titular ou seus dependentes, com mais de 506 mil casos. Divergências entre o Imposto de Renda informado na declaração e o informado em DIRF vêm na sequência, com mais de 261 mil ocorrências. A dedução de previdência oficial ou privada, dependentes, pensão alimentícia e outras foi responsável por mais de 133 mil casos, enquanto as despesas médicas registraram mais de 146 mil ocorrências.

Fonte: IG economia

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta